8º domingo do tempo comum

Categoria (Artigos) por Pastoral Comunicação em 02/26/2011

Tags :

“Eu não te esquecerei jamais!”

No Evangelho, Jesus manda contemplar os lírios do campo que não se matam de tanto trabalhar e, não obstante isso, Deus os veste de maneira tão maravilhosa!… e acrescenta: “Se Deus age assim com eles, o que não fará por vos?!”

Deus cuida de nós, mas não dispensa nosso esforço para garantir o próprio sustento! Ele não quer cristãos preguiçosos e nem preocupados em demasia com o bem-estar material. Deus sabe de tudo o que precisamos para viver com dignidade e tranqüilidade. Basta colocar Deus em primeiro lugar, o resto virá de acréscimo! Manter-se ocupados, sim; de forma alguma, preocupados como se Deus não existisse! Esta seria uma atitude própria de pagãos que não têm fé!

Palavra de Deus.

Is 49,14-15 – O Povo de Israel, sofrendo no exílio as conseqüências de seus pecados, pensou que Deus o havia abandonado: “O Senhor se esqueceu de mim!” Mas, o profeta buscou no amor materno o símbolo da fidelidade divina. Israel foi gerado por Deus; não pode ser esquecido um filho nascido de suas entranhas!

1Co 4,1-5 – Tudo o que possuímos, de alguma maneira, o recebemos do Senhor; por isso, convém sermos agradecidos e generosos e fiéis no serviço aos irmãos. E Deus, que conhece o nosso coração, nos dará o devido louvor na hora oportuna! Servir com alegria e generosidade à comunidade, com certeza, é uma bela maneira de ser agradecido a Deus!

Mt 6,24-34 – Nem angustiados e nem despreocupados, mas bem focados no essencial: o  Reino de Deus! O Deus que cuida das aves e das flores, com maior delicadeza, cuidará de seus filhos! Com certeza, para Ele valemos muito mais que uma flor que o sol seca até o final da tarde: “Deus fará muito mais por nós se tivermos fé em sua Providência!” (Mt  6,30).

Reflexão.

Diz um provérbio: “Não fale que você tem um grande problema, mas que você crê num grande Deus!”

  • A serenidade na vida cotidiana, quase sempre, depende da fé que temos em nosso coração! Não sejamos cristãos de pouca fé: Deus que nos criou com amor e que nos redimiu com o Sangue de Jesus, cuida de nós. Diz o salmista: “Põe tua confiança no Senhor e Ele cuidará de ti” (Sl 40).
  • Jesus não queria chamar nossa atenção para contemplar a beleza efêmera do lírio, mas para o carinho e o amor divino por sua criatura humana; portanto, cuidemos das coisas do Senhor  –  do Reino de Deus  –  e Ele cuidará ( e muito bem) de nós. Um homem sem fé, com certeza, não é plenamente feliz! Melhor é confiar no Senhor do que por na própria inteligência e no próprio trabalho a segurança de nossa vida; pois Deus dá de seu pão aos seus filhos mesmo quando dormem (Sl 127).
  • Além do mais, porque amontoar riqueza se nada levamos desta vida a não ser o bem que praticarmos confiantes na promessa divina? Recordemos a admoestação que o Senhor Jesus nos fez na parábola do fazendeiro que construiu novos celeiros para armazenar a super-produção com a certeza de se divertir e descansar (Lc 12,18-21)! Deus lhe pediu a alma na mesma noite!
  • Paulo nos recorda a condição de simples administradores dos bens de Deus em favor do Povo de Deus; sejamos fiéis, generosos e agradecidos, pois, Deus nos enriqueceu para servir!

“Quero celebrar o Senhor e cantar-lhe salmos

Por todo o bem que Ele me fez!”

Deixe sua resposta

Você deve estar logado para enviar seu comentário.